Competição disputada no final de semana reuniu esportistas de vários estados no último open do ano do Londrina Golf Club

 Foi realizada no último final de semana a XXIII edição do tradicional Catuaí Open de Golfe, que não só uniu os praticantes da modalidade de Londrina, mas também de outros estados – como Santa Catarina e São Paulo -, promovendo a integração entre mais de cem atletas.

O torneio, que conta com patrocínio máster do Catuaí Shopping, teve como cenário o Londrina Golf Club, um espaço com campo oficial localizado no bairro Bratislava, na cidade de Cambé. O presidente do Londrina Golf, Antônio Donizete de Sá, comemorou a parceria com o Shopping e a iniciativa do evento em mais uma edição. “Essa competição é muito importante, pois leva o nome do nosso clube para outros horizontes junto com a força do nome Catuaí”, comenta.

A etapa final do campeonato neste domingo (3), que já contava com clima de festa, se encerrou por volta das 13h. Durante a apuração dos resultados, foi servido um almoço aos atletas que antecedeu a premiação.

No Scratch masculino, o primeiro lugar ficou para Ivan Fuganti e o feminino para Jovana Fuganti. Jovana também levou a melhor na premiação Near Pin feminino, ficando o masculino para Fábio Fonseca. Já na premiação geral, o troféu Sênior de melhor Net foi para Chuichi Yakushijin, enquanto Lúcio Minoru Hiratomi foi campeão de melhor Gross no pré-sênior.

O médico Noboru Yagui, praticante de golfe há 30 anos e fã do esporte, garantiu sua participação no torneio com satisfação. “Esse tipo de evento eleva o golfe e principalmente a sociabilidade entre os atletas”, afirma Yagui.

Quem reforça com muito estilo e talento o time dos atletas do campeonato é a nutricionista Daphne Bazzo. Veterana, Daphne já participou das edições anteriores e enaltece o porte do evento. “Quanto mais movimento em prol do golfe, melhor para gente difundir esse esporte que acho maravilhoso. Só não gosta de golfe quem não conhece”, diverte-se.

Um praticante que esteve presente no torneio por conta de sua reconhecida tradição foi o comerciante José Carlos Trevisan. “Faço questão de participar sempre. Inclusive transferi outros compromissos para poder estar aqui”, esclarece.

Fotos: Divulgação/Catuaí Shopping

Previous post

“O Pequeno Príncipe”, para resgatar a criança de cada um

Next post

SEBRAE cobra incentivo para micro empresários bons pagadores

Página 1 Comunicação

Página 1 Comunicação