Uma vez por ano, os Micro Empreendedores Individuais (ou MEIs) precisam elaborar e entregar a Declaração Anual do Simples Nacional (DASN-SIMEI) – e a data para este ano é 31 de maio, uma quinta-feira! E se deixar para fazer esta declaração depois, o risco de esquecer é bem grande.     

Marcílio Nascimento, Gerente Geral do Contabfácil, ferramenta online que trata de toda a contabilidade de empresas do Simples Nacional, Profissionais Liberais e MEIs, alerta que todos os MEIs estão obrigados a fazer esta declaração – que é simplificada  e pode ser realizada através do próprio portal do empreendedor direto na Internet. O sistema reúne principalmente as informações de faturamento da empresa:

“O ideal é que o empreendedor tenha o controle do histórico de faturamento ao longo do ano, que neste caso é o de 2017. Uma dica interessante e que evita deixar algum valor de fora é ir mês a mês começando por janeiro. Levanta quanto faturou e vai somando com os outro meses até chegar dezembro. O valor tem que estar preciso, pois é esta a informação que será exigida para colocar no portal” explica Nascimento.

Quem pede esta declaração?

Hoje o único órgão oficial que exige a declaração é a Receita Federal, que hospeda o sistema da declaração. Porém, há sim o risco de em um futuro próximo outro órgão também pedir oficialmente. Legalmente apenas a Receita pede, mas com o tempo o MEI vai precisar abrir uma conta em um banco, fazer um contrato ou liberar uma certidão qualquer em alguma prefeitura ou mesmo Governo Estadual e pode ser que esta declaração esteja dentro da documentação exigida:

“Não vai demorar para que outras repartições também peçam esta declaração anexada às solicitações, portanto o ideal é ter por ela pronta. Não vamos nos esquecer que também se trata de um documento oficial”  alerta Nascimento.

E se não fizer a declaração?

Caso esta declaração não aconteça há uma multa de R$50 pelo atraso. Marcílio explica que o valor até não faz tanta diferença por ser relativamente baixo, mas a dor de cabeça de verdade acontece quando o MEI ignora estas declarações – e também os impostos;

“O Governo já está em uma força tarefa para encerrar automaticamente estas empresas que estão um certo período sem pagar impostos e sem estas declarações. Na verdade, os sistema é automatizado e entende que a empresa está inativa pela falta destas informações.”  

A melhor opção para não perder este prazo é que o MEI tenha um sistema de contabilidade online que cuide de todo o calendário do empreendedor para evitar atrasos e dores de cabeça.  

 

Para começar a declaração basta acessar o site www.portaldoempreendedor.gov.br  e selecionar a opção DECLARAÇÃO ANUAL – DASN-SIMEI.

 



Sobre o Contabfácil
Localizada em São Paulo, o Contabfácil está presente em todo o território nacional levando agilidade, praticidade e economia nas questões contábeis de quem está enquadrado no Simples Nacional, de quem é médico ou microempreendedor individual. A ferramenta foi desenvolvida para desburocratizar o cotidiano contábil de quem está enquadrado nestas categorias.

Acesse o Contabfácil sem custos por um mês e faça o teste. Para mais informações acesse www.contabfacil.com.br


Fonte: KAKOI Comunicação
Fone:  (41) 3014-7662
www.kakoi.com.br

Previous post

Colégio Franciscano Pio XII conta com iniciativas diferentes para ensinar matemática

Next post

Ultra Clean Brasil lança novo site voltado para o segmento industrial

Kakoi Comunicação

Kakoi Comunicação

A Kakoi Comunicação é uma empresa nova que nasce com o objetivo de proporcionar aos clientes os melhores resultados com ações simples, porém focadas em nosso compromisso de abranger qualidade X resultado.

Na Kakoi a necessidade do cliente é uma necessidade nossa. Contamos com equipe especializada em diferentes áreas para garantir a pluralidade dos projetos abrangendo a maior frente possível de comunicação.