O álbum de figurinhas da Copa do Mundo é uma verdadeira febre no Brasil. Não é à toa que o país lidera o ranking dos aficionados pelas coleções, consumindo mais que o dobro do segundo colocado, a Alemanha. Aqui, são produzidas 40 milhões de figurinhas por dia, fazendo com que os brasileiros se mobilizem para trocar as carinhas repetidas. Porém, se antes o álbum era encarado como um empecilho durante o período letivo, hoje alguns colégios brasileiros aproveitam para utilizá-lo como ferramenta educacional.

 

É o que acontece no Colégio Humboldt – instituição bilíngue e multicultural (português/alemão), localizada em Interlagos (SP) -, onde o professor de língua alemã, Antonio Herembergue Dias Jr, produziu um álbum de figurinhas para cada aluno do 4º ao 7º ano. Entretanto, em vez de figurinhas de times e jogadores, este álbum é composto pelas fotos dos alunos, professores e funcionários; e também por atividades didáticas, como cruzadinhas, enigmas, jogos dos sete erros e pequenos textos – tudo em língua alemã.

Segundo o profº Dias, o projeto nasceu com a ideia de aproveitar energia e empolgação com a Copa do Mundo e direcioná-las para um trabalho pedagógico. “Fizemos um álbum diferente para cada série, e todos os alunos recebem o seu e precisam completar com as figurinhas que podem ter a carinha dos colegas, dos professores, das personagens criadas para o álbum ou bandeiras dos países”, conta o professor. “Nós mandamos imprimir pacotinhos com cinco figurinhas em cada um e demos uma quantidade de pacotes para cada professor, que define qual vai ser o critério para distribuir essas figurinhas para as crianças. Por exemplo, se um aluno fez a lição de casa ou participou da aula, ganha um pacotinho”.

 

Para conseguir completar o álbum, os estudantes precisam encontrar todas as figurinhas e colá-las corretamente. De longe, parece uma tarefa fácil, mas o profº Dias explica que não é tão simples assim. “Os alunos não sabem o que vem em cada pacotinho e podem receber figurinhas repetidas, aí precisam trocar com os outros colegas. Além disso, as figurinhas não são numeradas: ao invés da numeração, colocamos dicas escritas em alemão e eles precisam desvendar essas dicas para colar no lugar certo”.

 

De acordo com o professor, o objetivo não é gerar uma competição de quem completa primeiro, mas sim de promover a ideia de ajuda e integração. “Se um aluno não conhece o outro da sala paralela, ele precisa procurar saber quem é para conseguir colar a figurinha. Isso acaba aproximando-os, gerando novas amizades”, destaca o professor. “Eles se empenham muito em conseguir preencher o álbum, em conseguir um pacotinho e é gratificante ver que o projeto está dando um resultado positivo com os alunos, eles estão muito empolgados”, finaliza.

 

Previous post

Recordista na natação, a influencer Fla Borges dá dicas de moda com referências esportivas

Next post

Clima de "arraiá" toma conta da feira Vila Verde Catuaí

Communica Brasil

Communica Brasil

Fundada com o objetivo de oferecer ao mercado uma empresa criativa, eficiente e inovadora de comunicação integrada e de relações públicas, atende a clientes das mais diversificadas áreas de atuação por meio de projetos concebidos sob medida e executados com determinação a fim de conquistar resultados diretos para o negócio do cliente. Para algumas empresas, somos uma extensão do departamento de marketing e, para outras, executamos projetos pontuais. Não importa o serviço necessário, contamos com uma equipe competente, de variados segmentos da comunicação, para oferecemos soluções completas e com um alto nível de desempenho em nosso campo de atuação, sempre comprometidos com a qualidade, eficiência e resultados.