Evento terá a participação do Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Giberto Kassab; do ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento  Gilberto Kassab, Blairo Maggi e do presidente do CENAM – Centro Nacional de Modernização Empresarial, Livio Giosa

 

“Economia do Bambu no Brasil: Tecnologia e inovação na cadeia produtiva” é o tema de seminário que acontece na próxima terça-feira (28/08), a partir das 9h, no Centro Cultural Fiesp. Estão confirmadas as presenças do Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Giberto Kassab; do ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento  Gilberto Kassab, Blairo Maggi;  do presidente da APROBAMBU, Guilherme Korte, e do presidente do CENAM – Centro Nacional de Modernização Empresarial, Livio Giosa, também membro da APROBAMBU e candidato a deputado estadual pelo PSD, que assinou termo de compromisso para a implementação da Política Estadual do Bambu em São Paulo.

 

A programação ao longo do dia inclui mesas redondas sobre os temas: “Oportunidades e Desafios da Cadeia Produtiva do Bambu”, às 10h; “Agregação de Valor na Cadeia Produtiva do Bambu”, às 11h; “Implementação da Política Nacional de Incentivo ao Manejo Sustentado e ao Cultivo do Bambu – Lei 12.484”, às 14h30; e “Oportunidades de negócios”, às 16h20

 

Por fim, haverá a assinatura do Acordo de Cooperação MCTIC e Embrapii de Fomento a Projetos com Bambu.

 

Propostas para o setor

Livio Giosa é Diretor de Relações Institucionais da APROBAMBU e um defensor do cultivo do produto como gerador de renda para micro, pequenos e médios produtores do estado. Candidato a deputado estadual pelo PSD, assinou termo de compromisso com o setor, para defender a Criação da Lei Estadual do Bambu e de um Fundo Estadual para o negócio do Bambu; zero de imposto em toda a cadeia produtiva do Bambu; criação de setores no Sebrae, Senai, Senar e Senac para o aprimoramento do negócio do Bambu; criação na Secretaria de Agricultura do Estado de um departamento para o bambu, além de apoio no mapeamento do bambu no Estado e o incentivo a parcerias nacionais e internacionais para o desenvolvimento do agronegócio do Bambu e a solicitação de verbas para pesquisa do Bambu nas universidades e instituições de ensino.

 

“O cultivo do bambo precisa ser apoiado, pois é uma cultura que agrega muitos pontos positivos: fixa o homem no campo, uma vez que o plantio produz por mais de 30 anos; e recupera áreas degradadas e de baixo retorno econômico. O bambu como biomassa para energia produz 30 toneladas por hectare por ano e fixa 60 toneladas de carbono por hectare em seis anos, entre outras coisas”, explica Giosa. Com o beneficiamento do bambu, a cadeia produtiva se expande de forma intensa, propiciando um impacto gigantesco na economia. O Brasil hoje possui 252 espécies nativa de bamboo.

 

SERVIÇO:

 

Data: 28 de agosto/2018.

Local: Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP).

Endereço: Avenida Paulista 1313, São Paulo – SP

Telefone: (11) 3549-4744

e-mail: comsaude@fiesp.com

Previous post

Livio Giosa participa de palestra sobre terceirização na FAAP de Ribeirão Preto

Next post

Trio de maquiadoras se apresenta em workshops gratuitos no Catuaí Trends

Communica Brasil

Communica Brasil

Fundada com o objetivo de oferecer ao mercado uma empresa criativa, eficiente e inovadora de comunicação integrada e de relações públicas, atende a clientes das mais diversificadas áreas de atuação por meio de projetos concebidos sob medida e executados com determinação a fim de conquistar resultados diretos para o negócio do cliente. Para algumas empresas, somos uma extensão do departamento de marketing e, para outras, executamos projetos pontuais. Não importa o serviço necessário, contamos com uma equipe competente, de variados segmentos da comunicação, para oferecemos soluções completas e com um alto nível de desempenho em nosso campo de atuação, sempre comprometidos com a qualidade, eficiência e resultados.