Tudo bem que a foto no currículo não é obrigatória por parte dos candidatos e nem mesmo um critério técnico para a admissão por parte de quem está recrutando (ninguém vai ser reprovado por este detalhe), mas vamos combinar que uma boa fotografia ajuda no processo seletivo dependendo do tipo de vaga ofertada.

Vamos colocar da seguinte maneira: se o candidato acredita que a foto precisa estar em seu currículo, o ideal é que ele atente para algumas dicas pois dependendo de cada empresa ou vaga aberta, a foto precisa casar com a imagem institucional do local que o candidato quer trabalhar.

Pedro Gonçalves de Lima, coordenador de recursos humanos da RH NOSSA, explica que uma foto com fundo neutro, como uma parede branca, já é meio caminho andado. Pode ser no estilo 3×4 ou focando da cintura para cima, mas sempre com uma aparência adequada mostrando que ele tem uma postura profissional.   

Confira como deve ser esta foto na análise do especialista da RH NOSSA!

– Não tire a fotografia no quarto com o fundo bagunçado, mostrando roupas sobre a cama e o armário com a porta aberta.

– Evite locais em que você esteja muito informal, como ambientes com piscinas ou dentro do banheiro (sim, muitos mandam fotos assim).

– Não pode ser foto de balada ou em outra confraternização com amigos, como churrascos.

– Camisa de futebol nem pensar – e sem camisa, pior ainda.   Para as mulheres, fotos com decotes ousados também devem ser evitados.

– Selfies ou fotos com a esposa ou esposo, crianças ou com o seu animalzinho de estimação? Melhor evitar!  

Mas existem sim algumas exceções na visão de Pedro para fotos personalizadas de acordo com cada ambiente de trabalho:

“Eu mesmo já encontrei um perfil de LinkedIn onde um CEO de uma empresa de tecnologia usava uma camisa de Pokémon. Dentro do universo dele, um mundo com uma cultura mais pop, a foto estava adequada. Tem professor de música que posta foto com camisa de banda ou segurando uma guitarra. Esta liberdade criativa faz sentido por estar dentro de um conceito. Mas para quem procura uma vaga mais séria, este tipo de descontração talvez não faça muito sentido.”

 

Corra das fotos clichês!
Fazer poses como se estivesse trabalhando com um computador também em uma cena artificial pode ser um tiro pela culatra e não passar a seriedade que o candidato almeja demonstrar. Para Pedro o importante é tentar ser o mais simples possível e não querer causar uma situação forçada:

“É aquela foto em que a pessoa quer mostrar que é diferente e peca pelo excesso. A foto não é requisito para a contratação, mas uma foto mal colocada pode deixar muito a desejar em alguns casos” finaliza o especialista da RH NOSSA.

Sobre a RH NOSSA
Criada em Curitiba no ano de 1993, a NOSSA se dedica em buscar soluções para contratação de pessoas para contratações efetivas, trabalhos temporários e terceirização de pessoal. Os profissionais são especializados em definir as melhores estratégias, de acordo com as necessidades da empresa-cliente. O leque de serviços abrange todo o processo de recrutamento, seleção, orientação e contratação de profissionais para trabalhos permanentes e temporários. Além disso, desenvolve projetos especiais. A NOSSA cuida do recrutamento, de todo o processo legal das contratações e também do gerenciamento das equipes.


Foto: Pxhere

Fonte: KAKOI Comunicação
www.kakoi.com.br

 

Previous post

Festival Gin & Jazz retorna neste sábado, 22/9, com nova programação no Shopping Pátio Higienópolis

Next post

Evento terá cultura e gastronomia dos migrantes em Curitiba

Kakoi Comunicação

Kakoi Comunicação

A Kakoi Comunicação é uma empresa nova que nasce com o objetivo de proporcionar aos clientes os melhores resultados com ações simples, porém focadas em nosso compromisso de abranger qualidade X resultado.

Na Kakoi a necessidade do cliente é uma necessidade nossa. Contamos com equipe especializada em diferentes áreas para garantir a pluralidade dos projetos abrangendo a maior frente possível de comunicação.