Projeto Interioridades promove o autoconhecimento por meio de atividades como yoga e palestras com profissionais especializados

O autoconhecimento é uma das habilidades mais importantes para compreender e identificar processos mentais internos. Quando falamos em adolescentes prestes a tomar a decisão sobre o caminho profissional, conhecer a si mesmo pode ajudar, e muito, a definir qual profissão melhor se encaixa em seu perfil. Pensando nisso, o Colégio Marista Criciúma (SC) passa a oferecer neste ano o Projeto Interioridades.

Aplicado nas três séries do Ensino Médio, o projeto vai contar com aulas semanais e material didático próprio. “Com o Interioridades vamos oferecer atividades dinâmicas que vão desde práticas de yoga até palestras com profissionais de diferentes áreas”, afirma Karin Reis, coordenadora do Ensino Fundamental Anos Finais e do Ensino Médio do Colégio Marista Criciúma.

Com isso, a intenção é que os estudantes desenvolvam o pensamento criativo, a expressividade simbólica, a consciência corporal, além de uma reintegração psíquico-emocional e espiritual interna e externa. Para auxiliar nesse processo, serão convidados psicólogos, psiquiatras e coachings.

Escuta interior

“A intenção é que o aluno tenha um espaço para refletir e traçar o seu projeto de vida, o que inclui a escolha da profissão”, salienta Karin. Os pilares do projeto são descobrir formas de escuta interior, promover o desenvolvimento da capacidade de perceber cada instante, experimentar a realidade transcendente que envolve o ser humano e compreender a vida com mais profundidade.

Para auxiliar o estudante a traçar um panorama sobre a sua identidade pessoal e o seu perfil profissional, cada aluno vai elaborar um diário de bordo. A intenção é registrar no papel características de personalidade, preferências musicais e filmes preferidos, além de refletir sobre amizades e o significado da família. Karin diz que essa reflexão será importante para que eles possam se conhecer e ter uma perspectiva sobre o futuro.

A coordenadora explica que não se trata de um conteúdo acadêmico, por isso, existe uma particularidade sobre a relação professor-aluno dentro de sala de aula. “O profissional responsável pela disciplina tem um perfil dinâmico, alegre e bastante reflexivo. Precisa existir uma conexão com o aluno para que ele se sinta estimulado a refletir sobre a sua própria vida”, destaca.

Previous post

IEP realiza seminário com especialistas sobre segurança de barragens no Brasil

Next post

Teatro do Clubinho: "a surpresa vem da plateia", dizem artistas

Página 1 Comunicação

Página 1 Comunicação