Feira amplia opções de alimentos preparados sem qualquer item de origem animal em versões que dão água na boca

A Vila Verde Catuaí já se tornou espaço de novidades gastronômicas. A feira, que é realizada todas as quartas-feiras em frente à entrada principal do Catuaí Shopping Londrina, une lazer e delícias em versões saudáveis em um lugar perfeito para conhecer novos sabores e estilos de vida.

Os pratos veganos têm chamado cada vez mais atenção. Como objetivo principal, o veganismo prega o respeito aos animais. Os adeptos dessa alimentação ajustam receitas com ingredientes que obedeçam a esse princípio e também recriam iguarias que todo mundo já conhece, mas com esses diferenciais. O resultado? Sabores incríveis em formatos que enchem os olhos.

A confeiteira e expositora Mari Kikumoto fazia doces convencionais antes de se aventurar nas receitas veganas e perceber um ótimo resultado. “Meu namorado é vegetariano há três anos e vegano já quase um. Então passei a testar as receitas adaptadas para ele e deu tão certo que resolvi incluir os veganos em minhas vendas, com bastante aceitação” conta Mari, explicando o que muda na dieta de quem é vegano. “Além de abraçar uma causa, que é a defesa dos animais, passa a ter uma vida mais saudável, com menos colesterol e hormônios para o corpo”, completa. Mari confecciona doces como bolos trufados, cupcakes e os amados brigadeiros, beijinhos e cajuzinhos. A confeiteira também já está dando início à produção de ovos recheados para a Páscoa. 

A Veg Vegan Food, que trabalha com matéria-prima orgânica e natural, também está na Vila Verde Catuaí. A Veg oferece itens vegetarianos, veganos e sem glúten, atendendo a todos os perfis de consumidores, diz a proprietária Joanna Araújo. Uma das opções servidas na feira e que faz sucesso é o sanduíche de hambúrguer de berinjela.

A Veggui é outra marca que aposta na comida vegana, produzindo desde hambúrgueres até doces, todos sem nenhum ingrediente animal. “Não usamos ovo nem manteiga por aqui. Nossos queijos são todos à base de castanha de caju e os leites são vegetais”, comenta o idealizador da marca Guilherme Lima. Porém, como pode um hambúrguer não ser feito de carne animal? O expositor tem a resposta. “Nosso hambúrguer é feito de seitan, uma carne vegetal que tem como base a proteína do trigo. A partir daí, fazemos uma carne vegana ideal para ser empanada, após desfiada”, explica.  

Os queijos que o lanche leva são todos feitos de castanha de caju e variam em diversos tipos, como muçarela, cheddar e até catupiry. “Para completar, uma saladinha e maionese à base de extrato de soja e pão sem nada de origem animal”, afirma Lima.

O expositor, que é vegano há três anos e não come carne há seis, dá uma dica para quem tem vontade de mudar o estilo de alimentação. “Primeiro, pesquise muito e conheça tudo sobre o assunto. Depois, é só estar aberto para novos sabores e colocar a mão na massa para criar e testar receitas veganas com muita criatividade”, finaliza.

O engenheiro Marcelo Brito seguiu sua curiosidade e pediu um hambúrguer vegano. Mesmo não sendo adepto do veganismo, acha importante conhecer novos sabores. “Experimentar é sempre muito legal. Aprender sobre os vários estilos de vida que as pessoas têm também é essencial, pois nos leva a compreender e respeitar mais as diferenças. Achei uma delícia, uma experiência única!”, elogia.

A Vila Verde Catuaí é realizada todas as quartas-feiras das 17h às 22h.

Previous post

Todas as empresas precisam passar pelo Sputnik Moment

Next post

Shopping Center 3 realiza exposição sobre a história do telefone

Página 1 Comunicação

Página 1 Comunicação