Para tentar conter a escalada global de Coronavírus e não fechar as portas, muitas empresas estão optando pela prática de Home Office. Menos gente nas ruas e em espaços com muita gente, significa menor número de contágios. No entanto, estar em isolamento social passa a ser uma situação desconfortável por diversos motivos. 

A RH NOSSA fez uma listinha para que os trabalhadores que podem seguir trabalhando dentro de suas casas não sejam pegos pelo tédio e pelo desespero. 

De olho nas crianças
Escolas  optaram por pararem suas atividades ou antecipando as férias. No ensino superior, as universidades optaram por fazer EAD, que é manter o ensino à distância. Ter crianças em casa o tempo todo vai deixar esses pequeninos aborrecidos, podendo atrapalhar o desempenho de quem está fazendo home office. No caso de crianças pequenas, a melhor opção é criar atividades e rotinas internas, como jogos (tabuleiro ou online) em determinados momentos, ver televisão juntos e começar a conversar mais em família. Separar bem hora de almoço e jantar também é fundamental. O site tempojunto.com.br dá ótimas dicas para esses momentos.

Explique para as crianças que o trabalho continua e que há momentos em que você não poderá dar a devida atenção. 

Mantenha uma rotina
Acorde cedo como se fosse trabalhar. Vista-se como se fosse sair de casa para trabalhar… e trabalhe! Manter uma rotina ajuda a mente seguir trabalhando em sintonia com  o que precisa ser feito. Pode ser que em algum momento do dia seja preciso fazer uma videoconferência, afinal, não teremos reuniões presenciais, correto? Se você for chamado, não precisa ir correndo se trocar antes de encarar um chefe pela tela do computador.

Local de trabalho e equipamentos 
Bom sinal de Internet, computador eficiente, smartphone na mão e um local organizado e equipado. O maior desafio do home office é ter um local livre de distrações, sem a interrupção de familiares durante um certo tempo. Avise todos o que está acontecendo, mantenha o local limpo e determine horários. Confira se tudo está funcionando – desde sinal de Internet até os periféricos, como mouse e teclado. Como usamos muito pouco estes detalhes diariamente , pode ser que algo não esteja funcionando. Faça o teste de velocidade sempre e fique de olho em chamadas perdidas no celular – não haverá nenhum colega ao seu lado avisando de algo importante.    

Cuide do lazer
Acabou o trabalho? Veja os seus seriados e filmes, Leia algum livro que você deixou parado há tempos, escute sua música e busque alternativas para não ficar entediado.  Há vários cursos online para passar o tempo e aprender um pouco enquanto estamos trancados – inclusive, a Fundação Getúlio Vargas criou uma série de cursos grátis para este momento difícil que estamos vivendo neste link: encurtador.com.br/oDKPV

Para tentar conter a escalada global de Coronavírus e não fechar as portas, muitas empresas estão optando pela prática de Home Office. Menos gente nas ruas e em espaços com muita gente, significa menor número de contágios. No entanto, estar em isolamento social passa a ser uma situação desconfortável por diversos motivos. 

A RH NOSSA fez uma listinha para que os trabalhadores que podem seguir trabalhando dentro de suas casas não sejam pegos pelo tédio e pelo desespero. 

De olho nas crianças

Escolas  optaram por pararem suas atividades ou antecipando as férias. No ensino superior, as universidades optaram por fazer EAD, que é manter o ensino à distância. Ter crianças em casa o tempo todo vai deixar esses pequeninos aborrecidos, podendo atrapalhar o desempenho de quem está fazendo home office. No caso de crianças pequenas, a melhor opção é criar atividades e rotinas internas, como jogos (tabuleiro ou online) em determinados momentos, ver televisão juntos e começar a conversar mais em família. Separar bem hora de almoço e jantar também é fundamental. O site  tempojunto.com.br dá ótimas dicas para esses momentos.

Explique para as crianças que o trabalho continua e que há momentos em que você não poderá dar a devida atenção. 

Mantenha uma rotina

Acorde cedo como se fosse trabalhar. Vista-se como se fosse sair de casa para trabalhar… e trabalhe! Manter uma rotina ajuda a mente seguir trabalhando em sintonia com  o que precisa ser feito. Pode ser que em algum momento do dia seja preciso fazer uma videoconferência, afinal, não teremos reuniões presenciais, correto? Se você for chamado, não precisa ir correndo se trocar antes de encarar um chefe pela tela do computador.

Local de trabalho e equipamentos 

Bom sinal de Internet, computador eficiente, smartphone na mão e um local organizado e equipado. O maior desafio do home office é ter um local livre de distrações, sem a interrupção de familiares durante um certo tempo. Avise todos o que está acontecendo, mantenha o local limpo e determine horários. Confira se tudo está funcionando – desde sinal de Internet até os periféricos, como mouse e teclado. Como usamos muito pouco estes detalhes diariamente , pode ser que algo não esteja funcionando. Faça o teste de velocidade sempre e fique de olho em chamadas perdidas no celular – não haverá nenhum colega ao seu lado avisando de algo importante.    

Cuide do lazer

Acabou o trabalho? Veja os seus seriados e filmes, Leia algum livro que você deixou parado há tempos, escute sua música e busque alternativas para não ficar entediado.  Há vários cursos online para passar o tempo e aprender um pouco enquanto estamos trancados – inclusive, a Fundação Getúlio Vargas criou uma série de cursos grátis para este momento difícil que estamos vivendo neste link: encurtador.com.br/oDKPV

Previous post

SOCIEDADE BRASILEIRA DE REUMATOLOGIA ESCLARECE DÚVIDAS DE PACIENTES DE DOENÇAS REUMÁTICAS SOBRE O COVID-19

Next post

Aliar Portarias com Tecnologia valoriza fator humano

Kakoi Comunicação

Kakoi Comunicação

A Kakoi Comunicação é uma empresa nova que nasce com o objetivo de proporcionar aos clientes os melhores resultados com ações simples, porém focadas em nosso compromisso de abranger qualidade X resultado.

Na Kakoi a necessidade do cliente é uma necessidade nossa. Contamos com equipe especializada em diferentes áreas para garantir a pluralidade dos projetos abrangendo a maior frente possível de comunicação.