Quem realiza trabalho social também precisou se adaptar ao Coronavírus  – e para a  Associação Solar Ita Wegman, o trabalho está intenso nestes dias. Mas quais são as novas rotinas dentro da realidade da pandemia para as crianças e adolescentes assistidos? Vamos por partes então!

Fechamento da sede em Campo Magro
A Associação Solar Ita Wegman interrompeu a atividades na sua sede em Campo Magro assim que foi publicado o decreto do Governo do Estado, em março, para que uma série de atividades parassem, incluindo escolas e associações que prestassem atendimento ao público:

“A partir de então nos organizamos como equipe para replanejar e acabamos decidindo que nos reuniríamos todos os dias, das 8 até 9 horas da manhã, fazendo estudos e planejamentos. Mantemos um ritmo de trabalho” explica Daniel Havro, gestor e mobilizador de recursos da Associação Solar Ita Wegman.

Atendimento aos jovens
Nas primeiras semanas, a  Associação Solar Ita Wegman entrou em contato com todas as 50 famílias e os 70 atendidos, através de uma força tarefa imensa: “Nem todos possuem WhatsApp e o contato precisou acontecer muitas vezes pessoalmente, além de algumas vídeos chamadas. Fazer as crianças ouvirem as vozes dos terapeutas, perguntar como está a rotina, falando do que é possível fazer até mesmo com o distanciamento social, o importante foi nos mantermos próximos” explica Daniel. 

Com essas informações, a Associação Solar Ita Wegman elaborou relatórios para traçar diagnósticos para saber como está cada família, quantas pessoas vivem nas casas, qual a rotina, como estão as compras, quais atividades estão fazendo e até mesmo a questão da saúde. Foi possível ter um panorama das principais necessidades de cada uma e  planejar quais atividades poderiam ser feitas.

“Para jovens e adultos com deficiência, tentamos ao máximo adaptar o que é proposto dentro da terapia social para cada rotina. O adolescente consegue colocar seus talentos à serviço de quem convive com ele em casa, isso significa colaborar com atividades domésticas, como na questão da louça, sempre com um adulto ajudando a fazer”.

Levando atividades para as residências
Uma grande sacada foi levar os teares da instituição até os alunos. Foi ensinado às famílias como usar a tecnologia dos aplicativos – para os professores acompanharem esta tecelagem – e os teares foram transportados para várias residências. As crianças também tiveram a sugestão de cuidar de alguma planta em um vaso, como acontece na sede da Ita Wegman, além de  atividades de arte japonesa com flores e folhas prensadas em uma folha para um quadro de arte: “Cada professor vai passando suas especialidades, música para quem trabalha com oficina de música, e por aí vai.”

Criação da biblioteca
Na pandemia, Daniel percebeu uma oportunidade de fazer uma campanha de arrecadação de livros infanto juvenis que, aliás, já começaram a ser distribuídos para muitos destes jovens, criando um clube do livro:

“Depois de ler, todos conversam sobre o que foi lido com os professores usando a tecnologia. Estes livros são recolhidos, higienizados e levados para outras crianças. Todos têm contato com estes livros e está sendo interessante. Quando a pandemia acabar, uma parte destes livros ficarão com as crianças e a outra servirá para a criação de uma biblioteca da associação.”

Fabricação de pães
Outra iniciativa que foi adaptada é a fabricação de pão. Como a instituição tinha bastante farinha em estoque para lanches das crianças, a solução foi assar pães integrais uma vez por semana para distribuir para estas famílias:

“É o mesmo pão que eles comem. Eles gostam muito e estavam com saudade do sabor, pois eles ajudaram a fazer estes pães. O que era para ser uma ação para aproveitar o estoque da associação, virou uma ação solidária. A cada R$ 30 em doação, conseguimos doar 12 pães para as famílias. Mais do que ajudar na alimentação, a iniciativa serve para manter o vínculo. Ao receber os pães feitos pelos professores é mantida a relação afetiva com o  que eles comiam no dia a dia na instituição” explica.

Auxílio Emergencial
Outra contribuição da Associação Solar Ita Wegman Força foi a força tarefa para verificar quem tinha direito ao Auxílio Emergencial. Muitas famílias não têm acesso à tecnologia, mas os professores fizeram uma força tarefa para averiguar quem tinha direito:

“Conseguimos solicitar por eles este acesso, orientando e tirando dúvidas, explicando como sacar com segurança, a questão do cartão Comida Boa do Estado do Paraná, onde conseguir retirar este cartão. Várias famílias nos ligaram para perguntar a respeito e dentro das nossa limitações ajudamos cada caso”.

Apoiadores
O contato com os apoiadores e fornecedores também foi reforçado. Daniel sabe muito bem que que as doações, nestes dias difíceis, acabam reduzidas pois muitos doadores estão em uma situação complicada e, é por isso que a associação seguiu conversando com todos:

“Não apenas para doações, mas para trocas de informações com doadores e quem também é fornecedor. Buscamos ser o mais humano possível com fornecedores, saber quais as suas necessidades, para chegar em um meio-termo. Tem o motorista da van que pegava as crianças, o pessoal do mercado aqui perto onde compramos, enfim, uma série de profissionais que dependem da associação. Seguimos abertos para chegar em um meio-termo para os dois lados conseguirem suportar o que está acontecendo. As doações tendem a cair pela crise, pessoas perderam empregos ou estão com suas lojas fechadas”.

A ideia destes contatos da associação com fornecedores e doadores é diversificar fontes de recursos para que cada lado consiga verificar o que pode doar e contribuir constantemente, que é mais proveitoso nesta pandemia do que grandes doações que acabam não sendo sustentáveis nesta crise.



Para ajudar a Associação Solar Ita WegmanPessoas físicas e jurídicas que queiram fazer parte desta transformação podem entrar em contato pelo e-mail contato@itawegman.org.br ou pelos telefones (41) 3109-7776  e (41) 99901-4636. A Associação Solar Ita Wegman fica na  Rua João Alex, 269, bairro Jardim O Bom Pastor, Campo Magro, Paraná.

Previous post

Live do Colégio Humboldt aborda projeto vencedor de concurso do Ministério das Relações Exteriores da Alemanha

Next post

De forma virtual, alunos do Colégio Humboldt debatem temática da COVID-19 nos moldes da ONU no Humunited

Kakoi Comunicação

Kakoi Comunicação

A Kakoi Comunicação é uma empresa nova que nasce com o objetivo de proporcionar aos clientes os melhores resultados com ações simples, porém focadas em nosso compromisso de abranger qualidade X resultado.

Na Kakoi a necessidade do cliente é uma necessidade nossa. Contamos com equipe especializada em diferentes áreas para garantir a pluralidade dos projetos abrangendo a maior frente possível de comunicação.