Group of friendly women clapping hands and congratulating their colleague on getting career promotion


A maior dificuldade sobre as agências é como elas fazem vendem o ato de prospectar novos clientes.  Basta abrir os sites da maioria delas e constatar que nenhuma se diferencia nesse aspecto, visto que todas são iguais e o que muda é o visual do website – mas a mensagem é nivelada por baixo do ponto de vista de compras.

“O briefing nada mais é do que fazer o cliente dizer o que deve ser comunicado, que é a forma melhor de responsabilizar este cliente quando o resultado não vem. Se não tem um posicionamento, sem diferencial, o resultado de venda não vem.  Pode ser a melhor ideia do mundo, mas sem este posicionamento o resultado não acontece e, muito é por culpa das agências de comunicação.” explica Gerardo  Arancioni, da Affare Fatto e da Pareto Package, um dos maiores especialistas de Brand Positioning na América Latina.

O especialista usa como exemplo uma empresa que vende canecas. Ao contratar uma agência, a primeira coisa a ser feita é uma reunião inicial em que  a empresa diz o que pretende fazer. O erro das agências reside em apenas replicar o que o cliente quer ao invés de fazer um Brand Positioning para mostrar para o cliente qual é o verdadeiro diferencial.

“As agências apenas replicam o que cliente diz, que muitas vezes nem ele mesmo sabe o que quer. Ao replicar estas informações incorretas, o resultado nunca será bom. Isso se reflete no número de empresas que mudam de agência constantemente,  é enorme”.

Ideia distintiva

“Competir com um produto que está há anos no mercado é difícil, o “lugar ao sol” não vai ser ocupado do dia para a noite. Tentar entrar neste esquema sem saber qual o real posicionamento da empresa é o primeiro erro. Vender a mesma caneca mais barata não o diferencia do líder do mercado, é preciso se concentrar na ideia distintiva”.

Responsabilidade da agência

As agências têm muita culpa, pois conhecem as ferramentas, sabem usar como ninguém, mas com a mensagem errada, o produto não vai penetrar no mercado. Gerardo explica que as agências deveriam mudar a promessa, ou seja, dizer que conhecem a ferramenta, mas prometer vendas só por saber usar essa tecnologia é errado: “O cliente não é técnico e, é aí que começa o problema. Antes de ir para ação é preciso que o alinhamento seja claro, a ideia distintiva clara, o brand positioning claro, assim, a agência não promete o que não pode entregar e o cliente não espera o que não vai receber” completa Gerardo.


A maior dificuldade sobre as agências é como elas fazem vendem o ato de prospectar novos clientes.  Basta abrir os sites da maioria delas e constatar que nenhuma se diferencia nesse aspecto, visto que todas são iguais e o que muda é o visual do website – mas a mensagem é nivelada por baixo do ponto de vista de compras.

“O briefing nada mais é do que fazer o cliente dizer o que deve ser comunicado, que é a forma melhor de responsabilizar este cliente quando o resultado não vem. Se não tem um posicionamento, sem diferencial, o resultado de venda não vem.  Pode ser a melhor ideia do mundo, mas sem este posicionamento o resultado não acontece e, muito é por culpa das agências de comunicação.” explica Gerardo  Arancioni, da Affare Fatto e da Pareto Package, um dos maiores especialistas de Brand Positioning na América Latina.

O especialista usa como exemplo uma empresa que vende canecas. Ao contratar uma agência, a primeira coisa a ser feita é uma reunião inicial em que  a empresa diz o que pretende fazer. O erro das agências reside em apenas replicar o que o cliente quer ao invés de fazer um Brand Positioning para mostrar para o cliente qual é o verdadeiro diferencial.

“As agências apenas replicam o que cliente diz, que muitas vezes nem ele mesmo sabe o que quer. Ao replicar estas informações incorretas, o resultado nunca será bom. Isso se reflete no número de empresas que mudam de agência constantemente,  é enorme”.
Ideia distintiva
“Competir com um produto que está há anos no mercado é difícil, o “lugar ao sol” não vai ser ocupado do dia para a noite. Tentar entrar neste esquema sem saber qual o real posicionamento da empresa é o primeiro erro. Vender a mesma caneca mais barata não o diferencia do líder do mercado, é preciso se concentrar na ideia distintiva”.
Responsabilidade da agência
As agências têm muita culpa, pois conhecem as ferramentas, sabem usar como ninguém, mas com a mensagem errada, o produto não vai penetrar no mercado. Gerardo explica que as agências deveriam mudar a promessa, ou seja, dizer que conhecem a ferramenta, mas prometer vendas só por saber usar essa tecnologia é errado: “O cliente não é técnico e, é aí que começa o problema. Antes de ir para ação é preciso que o alinhamento seja claro, a ideia distintiva clara, o Brand Positioning claro, assim, a agência não promete o que não pode entregar e o cliente não espera o que não vai receber” completa Gerardo.

Previous post

Páscoa do Catuaí oferece ovos de chocolates com ingredientes inusitados

Next post

Páscoa do Shopping Curitiba tem vitrine virtual e delivery

Kakoi Comunicação

Kakoi Comunicação

A Kakoi Comunicação é uma empresa nova que nasce com o objetivo de proporcionar aos clientes os melhores resultados com ações simples, porém focadas em nosso compromisso de abranger qualidade X resultado.

Na Kakoi a necessidade do cliente é uma necessidade nossa. Contamos com equipe especializada em diferentes áreas para garantir a pluralidade dos projetos abrangendo a maior frente possível de comunicação.