São palavras parecidas, mas com significados bem diferentes que acabam confundindo quem está buscando um bom vinho. Estamos falando de vinhos categorizados como reserva e como reservado. É hora de acabar com essa dúvida para nunca mais errar:

 “Basicamente, a principal diferença entre o vinho reserva e o reservado está na passagem pela madeira dos barris. O vinho marcado como reserva significa que a bebida esteve submetida a um longo processo de amadurecimento e envelhecimento, garantindo um produto superior. O vinho reservado, por sua vez,  pode ou não ter passado pelo mesmo processo e é aí que reside a confusão” explica Ricardo Gura, sócio proprietário da VinVino, e-commerce de vinhos para todo o Brasil.

Há uma teoria de que o termo reservado remete a algo exclusivo enquanto que outra vertente explica que o nome é uma questão de marketing adotado por algumas vinícolas.

Vinho reserva
 Para poder ostentar essa nomenclatura, um vinho espanhol, por exemplo, precisa, obrigatoriamente, descansar por 36 meses antes de chegar às prateleiras. Muitos países adotam procedimentos parecidos, portanto o que temos é um vinho que nos primeiros 12 meses foi envelhecido em barris de carvalho:

“Nos 24 meses seguintes, o vinho amadurece na própria garrafa. É lei na Espanha, mas cada país segue sua regra. Na Itália, por exemplo, esses períodos dependem do órgão que regula cada região”.

Outro detalhe é que apenas as melhores uvas da vinícola são utilizadas, o que eleva um pouco os preços – muito também devido ao custo elevado dos barris usados na maturação da bebida. Depois do terceiro ou quarto uso, há uma redução significativa da influência do carvalho sobre o vinho:

 “O investimento é alto, tanto de recursos quanto de tempo. O que temos é um vinho espetacular que vale cada centavo gasto” completa Ricardo.

Vinho reservado
 A mistura de safras é algo normal nestes vinhos. Tanto que é comum o rótulo não indicar qual é a safra. Mas isso não é um problema, como explica Ricardo :

“Trata-se de um vinho simples, elaborado em grande escala, a partir da combinação de diversos vinhedos. O nome confunde com o reserva, que possui mais classe, mas ovinho reservado é um bom vinho para o dia a dia. Muitos rótulos são vinhos feitos com uvas colhidas mecanicamente e que foram descartadas da produção do vinho reserva. Os barris velhos, que não são mais usados para o reserva, aqui podem ser aproveitados’ , completa Ricardo.

Seja qual for a sua escolha, reserva ou reservado na VinVino você encontra a opção que mais lhe agradar.

Previous post

Dia Mundial da Limpeza: Litoral Sul de São Paulo terá uma grande ação de limpeza do mar com comboio de embarcações

Next post

Farm office no Foz do Marinheiro, em Cardoso (SP)

Kakoi Comunicação

Kakoi Comunicação

A Kakoi Comunicação é uma empresa nova que nasce com o objetivo de proporcionar aos clientes os melhores resultados com ações simples, porém focadas em nosso compromisso de abranger qualidade X resultado.

Na Kakoi a necessidade do cliente é uma necessidade nossa. Contamos com equipe especializada em diferentes áreas para garantir a pluralidade dos projetos abrangendo a maior frente possível de comunicação.