Fazer a ponte entre instituições e  entidades que precisam de doações de insumos básicos para o enfrentamento da pandemia de Coronavírus e potenciais doadores essenciais em Curitiba e RMC foi o mote para que a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) criasse, por meio de projeto coordenado pelas professoras Eunice Liu, do Departamento Acadêmico de Desenho Industrial (DADIN), e Simone Crocetti, do Departamento Acadêmico de Eletrônica (DAELN), o aplicativo Nosso Olhar Solidário – ou NÓS!


Em um esforço conjunto que mobilizou diversos alunos e professores, o aplicativo se destacou e, recentemente, recebeu o IF Word Design Guide – Social Impact Prize 2021, o Oscar internacional de design!  Participaram do projeto membros da UTFPR e mais de 46 voluntários.

No começo da pandemia, a UTFPR entrou em quarentena e as aulas foram interrompidas. A comunidade se mobilizou para pensar no que poderia ser feito para ajudar nesse  momento crítico: “Se lembrarmos no começo da pandemia, faltavam insumos hospitalares no Brasil e itens básicos como máscaras e álcool em gel e outras necessidades que foram surgindo. Foi então que começamos com a ideia do aplicativo”, lembra uma das coordenadoras, Eunice Liu.
Doadores e instituições: uma união possível pela tecnologia
Diferente do que se possa imaginar, o NÓS não recebe e nem mesmo transporta as doações. A ideia é unir as duas pontas de uma mesma cadeia que estavam sem um apoio eficiente.

Diversas instituições tinham necessidades básicas,  enquanto muitas pessoas queriam ajudar e não sabiam como. O aplicativo então fez a ponte, conectou e assim viabilizou essa união de interesses:

“A ideia é cadastrar instituições que tenham necessidades reais. Nós levantamos quais são essas necessidades e fazemos a verificação da idoneidade, seguindo protocolos sérios  usando bases legais com informações da Receita Federal, para conferir se a instituição está com suas obrigações em dia. O voluntário realiza sua ação com quem precisa e está com tudo em ordem” explica a professora Eunice.

Criado pela força de vontade em tempo recorde
Da ideia inicial até o aplicativo estar disponível para downloads, o maior desafio foi mobilizar alunos e professores, em tempo recorde, tão logo a pandemia se instaurou no Brasil. O lançamento aconteceu um mês e meio depois do começo da pandemia por uma versão MVP (sigla em inglês que em tradução livre significa o Mínimo Possível para Viabilização) que já tinha as funções básicas de conectar. 

Com o passar do tempo, diversos alunos comandados por professores ampliaram o projeto até o modelo que temos hoje: “O projeto tem sido mantido por uma rede de voluntários que querem ajudar e, é por isso, que deu tão certo”, acredita Eunice.

O atual desafio, segundo a docente, é uma maior divulgação do aplicativo. O ideal é que esta iniciativa seja amplamente divulgada para que mais pessoas saibam do NÓS e possam ajudar:

“O que faz qualquer aplicativo funcionar é ele ser cada vez mais popular. No caso do NÓS, para ele ser um sucesso, é preciso que as doações efetivamente cheguem ao seu destino.  A necessidade é sempre muito maior do que o número de pessoas dispostas a ajudar. A ideia é contribuir para mobilizar constantemente esta rede de voluntários”.

App premiado
O app ganhou o iF World Design Guide – Social Impact Prize 2021, um dos prêmios mais icônicos do design mundial, e foi contemplado com apoio financeiro junto a outros projetos globais de relevância social. A vontade de se criar algo funcional para ajudar instituições trouxe o reconhecimento: “Foram horas e semanas trabalhadas em cima do projeto e ficamos muito felizes com o prêmio. Esperamos que este reconhecimento seja convertido em mais pessoas e instituições beneficiadas e cadastradas.”

Evolução do APP e novidades
No instante em que a sociedade passa por momentos de crise, há uma desestruturação dos sistemas convencionais. A coordenadora do projeto afirma que, agora, a solidariedade mantém muitas coisas funcionando:

“Esperamos que o aplicativo possa contribuir com esta conexão para suprir necessidades.  Obviamente, esperamos que este momento passe e o aplicativo siga fazendo o bem de outras formas”

Para esta evolução do aplicativo, Eunice já antecipa as novidades ainda para 2021:

“Estão previstos o lançamento de campanhas pelo aplicativo e um sistema independente de cadastro de instituições, que vai facilitar o mapeamento. A ideia é dobrar o banco de dados com essas ações”.

O aplicativo Nosso Olhar Solidário (NÓS) está disponível nas principais lojas de aplicativos Android (http://bit.ly/nosandroid) e Apple (http://bit.ly/nosapple) .

Sobre a UTFPRA Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) é a primeira e única universidade assim denominada no Brasil e, por isso, tem uma história um pouco diferente das outras universidades. A UTFPR tem como missão desenvolver a educação tecnológica de excelência por meio do ensino, pesquisa e extensão, interagindo de forma ética, sustentável, produtiva e inovadora com a comunidade para o avanço do conhecimento e da sociedade. E tem como visão ser modelo educacional de desenvolvimento social e referência na área tecnológica.

Para mais informações acesse: https://www.utfpr.edu.br/noticias/curitiba

Nosso Olhar Solidário,  NÓS, app, aplicativo nós, aplicativo utfpr, cefet, federal, aplicativo solidário, doações, aplicativo doações, tecnologia, novo app, novo aplicativo, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, UTFPR,  Eunice Liu. pesquisa, baixar aplicativo , IF Word Design Guide – Social Impact Prize 2021, professora eunice liu

Previous post

Monte Verde se veste de Bauer

Next post

Smartphones viraram o novo shopping durante a pandemia

Kakoi Comunicação

Kakoi Comunicação

A Kakoi Comunicação é uma empresa nova que nasce com o objetivo de proporcionar aos clientes os melhores resultados com ações simples, porém focadas em nosso compromisso de abranger qualidade X resultado.

Na Kakoi a necessidade do cliente é uma necessidade nossa. Contamos com equipe especializada em diferentes áreas para garantir a pluralidade dos projetos abrangendo a maior frente possível de comunicação.