No próximo dia 2 de outubro, entre 16h e 18h, o Shopping Pátio Higienópolis apresenta “Abraços (Virtuais) no Pátio”. Pelo 5º ano consecutivo, e pela segunda vez de forma virtual, a iniciativa traz palestras de personalidades reconhecidas pelo seu engajamento e ativismo social a favor de causas de diversidade, gênero, solidariedade e empatia. Seguindo a tradição dos últimos anos, o conteúdo será transmitido na data de comemoração ao “Dia da Não Violência”, instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) em homenagem ao nascimento do líder pacifista indiano Mahatma Gandhi. O objetivo é reafirmar e apoiar a “relevância universal do princípio da não violência e o desejo de garantir uma cultura de paz, tolerância, compreensão e não violência”.

A jornalista, empreendedora e ativista Luana Génot, também fundadora do Instituto Identidades do Brasil, será responsável pela abertura do evento com a palestra Sim, à igualdade e à diversidade. A programação inclui ainda uma conversa com o jogador paralímpico de vôlei Renato Leite, que conta sua jornada de superação após sofrer um acidente de moto aos 20 anos de idade até chegar às medalhas de prata e ouro nas Paraolimpíadas (2003 e 2007, respectivamente). O professor de Ética (ECA-USP) e escritor Clovis de Barros Filho encerra a programação com a palestra A Vida que Vale Ser Vivida.

“Temos muito orgulho desta iniciativa, capaz de inspirar e trazer reflexões sobre a importância do cuidado com o próximo em várias frentes. Acreditamos que promover conversas sobre esses assuntos podem colaborar com mudanças de atitudes e gestos que façam uma sociedade melhor”, afirma Beatriz Gerlack, Gerente de Marketing do Shopping Pátio Higienópolis.

5ª Edição de “Abraços” – Nesses cinco anos de “Abraços no Pátio”, a programação incluiu temas como empatia e a transformação de nosso comportamento por novas atitudes e gestos, empoderamento feminino, inclusão, solidariedade, racismo e preconceito. Nas edições anteriores, o público teve a oportunidade de assistir palestras com nomes como Monja Coen, Djamilla Ribeiro, a jornalista Gloria Maria, o atleta Jackson Follmann (sobrevivente do acidente de avião da Chapecoense em 2016), o psiquiatra e comunicador Jairo Bouer, o filósofo Leandro Karnal, o diretor de teatro Gustavo Kurlat entre outros. O evento também contou com a apresentação do Coral Infantil do Instituto Bacarelli, entidade sem fins lucrativos que atende anualmente mais de 1.000 crianças e jovens na região de Heliópolis, com programas socioeducativos, com ênfase na formação cultural e artística.

Abraços (Virtuais) no Pátio
Quando: 2 de outubro de 2021, das 16h às 18h
Como acessar: Youtube redes sociais @patiohigienopolis
Inscrições (gratuitas) podem ser feitas antecipadamente na página do YouTube do shopping

Programação:

Apresentação:  Guilherme Alf, relações públicas, com especialização em gestão, empreendedorismo e marketing

16h – Luana Genot, jornalista e fundadora do Instituto Identidades BrasilSim à Igualdade e à Diversidade 

–  Fundadora e diretora executiva do Instituto Identidades do Brasil (ID_BR), mestra em Relações Étnico-Raciais pelo CEFET-RJ e autora do livro Sim à Igualdade Racial. Colunista da Revista Ela, do Jornal O Globo. Tem pós-graduação em Marketing e Comunicação no IED-Rio e se formou em Publicidade e Propaganda na PUC-Rio em 2014. É fellow da rede de Líderes Responsáveis da BMW Foundation. Foi bolsista do Ciências Sem Fronteiras / CAPES na University of Wisconsin – Madison, onde se especializou em pesquisa na área de raça, etnia e mídia. Luana trabalhou na Burrell / Publicis Chicago na área de planejamento estratégico. Foi voluntária de marketing na campanha de Barack Obama. Trabalhou no hub de marketing em multinacionais da área de beleza e entretenimento. Foi modelo publicitária e de passarela. Fluente em francês e inglês, atua como palestrante no Brasil, França, Estados Unidos e Sri Lanka. É curadora de eventos como ConaLife, Rio 2C e é gestora de projetos sobre raça e etnia, equidade de gênero, diversidade e inclusão, empreendedorismo e empoderamento da juventude periférica. Co-líder do Comitê de Igualdade Racial do Grupo Mulheres do Brasil no Núcleo do Rio de Janeiro.

17h – Renato Leite, jogador paraolímpico,  Superação

Aos 18 anos, Renato Oliveira Leite queria ser jogador de futebol. Treinava na várzea paulista e vinha fazendo inúmeros testes, num ambiente extremamente competitivo. Começou a trabalhar cedo, como empacotador num supermercado.

Preparava-se para mais um teste promissor quando resolveu comprar uma moto e entregar quentinhas. Numa conversão, ele e um carro desviaram para o mesmo lado: fratura exposta na perna, artéria atingida, risco de vida. Aos 37 anos, Renato é Tetra campeão Pan-americano e foi eleito o melhor líbero do mundo. Conhece 28 países e emplacou marcas vitoriosas. Capitão da seleção brasileira de vôlei sentado – medalha de ouro nos Jogos Parapan-Americanos de Lima no Peru – já tem destino certo em 2020 nas Paraolimpíadas de Tóquio. Amputado, o jovem contou com o conforto dos pais e da namorada – hoje esposa – para seguir em frente. Após cerca de sete meses, colocou uma prótese abaixo do joelho e adaptou-se totalmente. Com preparo físico de quem sempre se destacou nos esportes, reabilitou-se com sucesso e reconquistou a independência.

18h – Professor e Escritor Clovis de Barros Filho: A Vida que Vale ser Vivida

Doutor e livre-docente pela Escola de Comunicações e Artes da USP. Palestrante há mais de dez anos no mundo corporativo, consultor e autor.  Autor de mais de 15 obras, entre as quais  o best-seller “A vida que vale a pena ser vivida”. Nesta palestra, ética, felicidade, comprometimento e qualidade são trabalhados num encadeamento de ideias capaz de mover e comover.

Mais de 300.000 pessoas já assistiram a essa palestra presencialmente e mais de 30 milhões já visualizaram um trecho na internet.

Previous post

No fim de semana, Teatro Dr. Botica recebe espetáculo "O Presente"

Next post

Combustível criado com óleo de soja usado polui muito menos

SPMJ Comunicação

SPMJ Comunicação

Especializados em mídia a SPMJ Comunicação é uma agência dinâmica, habilitada para diversos serviços de comunicação empresarial. Criada em 1986, a SPMJ nasce na efervescência de um novo contexto global: tecnologias midiáticas inovadoras começavam a surgir, a comunicação digital posicionava-se para derrubar as velhas fronteiras, prestes a tornar o movimento virtual o ritmo do cotidiano.

Durante esses 28 anos de história, nos quais novos modelos informacionais nunca cessaram de aparecer, a SPMJ acumulou experiência para transformar-se em guia privilegiado - e personalizado - no preparo de empresas, entidades e movimentos às especificidades dos novos tempos.

Em parceria com grandes agências espalhadas por todos os continentes, atendemos países e corporações de renome mundial nas áreas de aviação, tecnologia, indústria naval e petrolífera, ciência e saúde, educação, cultura e entretenimento, turismo, comportamento, consumo e finanças. A diversidade de segmentos compreendidos em nosso escopo de atuação não apenas atesta o caráter singular da empresa, como, também, demonstra preparo e estímulo para sempre aceitar novos desafios. Para onde o futuro apontar, a SPMJ Comunicação seguirá o mesmo caminho.