frying french fries in a pan with oil, top view

Ainda não chegamos a um fluxo perfeito do ciclo do óleo vegetal e muito disso acontece por puro desconhecimento sobre o hábito de destinar para reciclagem este produto após sua vida útil acabar na cozinha. Não é raro encontrarmos consumidores que nem sabiam que essa prática existe.

“A história se repete, com óleo jogado nas pias e vasos sanitários. Se olharmos as lixeiras com atenção, essas que ficam nas ruas, não é difícil encontrar até mesmo óleo em sacolas plásticas. As chances deste óleo contaminar o solo e os lençóis freáticos são enormes e esses problemas podem ser evitados ensinando como fazer o descarte” explica Vitor Dalcin, Diretor Executivo da Ambiental Santos.

Consumo de óleo aumentou, mas reciclagem ainda não
Dados da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) mostra que o consumo de óleos vegetais no Brasil gira em torno de três bilhões de litros ao ano. No entanto, a cada quatro litros consumidos, um acaba descartado de forma incorreta. Nesta matemática, são mais de 700 milhões de litros por ano contaminando o meio ambiente, sem controle algum.

“As redes coletoras de esgoto não foram projetadas para receber óleo vegetal. Foram criadas única e exclusivamente para conduzir dejetos líquidos. Mesmo com esta consistência líquida, o óleo acaba se misturando com o conteúdo na tubulação e se solidifica, É por isso, a tubulação entope e esta obstrução afeta diretamente as estações de tratamento”, explica Dalcin.

Este resíduo transborda o esgoto, levando esta mistura oleosa até mananciais e terrenos de todos os tipos de solo e, acaba com fauna e flora na superfície dos rios e lagos:

“Sem a entrada de luz e oxigênio pelo óleo jogado no meio ambiente, o que temos é a morte de várias espécies aquáticas. Só isso transforma o óleo vegetal usado em um dos maiores causadores de incidentes no meio ambiente”, reforça Vitor.

Descartando corretamente
Para evitar que um saco plástico com óleo de soja seja responsável por acidentes como este, o descarte correto do óleo de cozinha precisa ser feito através de garrafas pet devidamente fechadas e entregues nos pontos de coletas estabelecidos:

“Esta é a forma correta de reciclar óleo usado.  Aliás, é a única. Utilizar óleo para receitas caseiras de sabão é perigoso pela possibilidade de queimaduras e de explosões quando a mistura estiver sendo aquecida. O óleo usado só tem um destino: em garrafa pet fechada e direto para reciclagem com uma empresa séria” completa Vitor.

ambiental santoscoleta de óleo vegetalcoleta de óleo vegetal em curitibacomo colocar óleo em garrafacomo descartar corretamente o óleocomo descartar óleo usadoconsumo de óleodescartar óleo de sojadescartar óleo vegetalfrituragarrafa de plástico para óleo de sojagarrafa peto de óleomargarinameio ambienteóleo de cocoóleo de sojaóleo de soja usadoóleo queimadooleo usadoóleo usado e a saúdeóleo usado faz mal à saúdeóleo usado para a saúdeóleo vegetalreciclagem de óleotipos de óleousar óleo

Previous post

Caminho dos Santos Mártires incorpora roteiro ecológico operado pela Terra Molhada

Next post

Trimble Transportation convida experts para falar sobre o futuro

Kakoi Comunicação

Kakoi Comunicação

A Kakoi Comunicação é uma empresa nova que nasce com o objetivo de proporcionar aos clientes os melhores resultados com ações simples, porém focadas em nosso compromisso de abranger qualidade X resultado.

Na Kakoi a necessidade do cliente é uma necessidade nossa. Contamos com equipe especializada em diferentes áreas para garantir a pluralidade dos projetos abrangendo a maior frente possível de comunicação.