Diversidade de marcas, atuação geográfica, condições de pagamento são apenas algumas das muitas características diversas das lojas online, assim, podemos afirmar que um dos principais problemas é a precificação. Para Keslen de Andrade Deléo, Consultora de Tecnologia do Farol do E-commerce, desenvolvedora de comércio online, os custos podem crescer exponencialmente conforme as vendas online aumentem e o custo real por pedido também vai aumentar:

“Existem diferentes estratégias de preços usadas por empresas de comércio eletrônico que não prejudicam os lucros no longo prazo. Mesmo que seu e-commerce esteja dando lucro, pode haver oportunidades para maximizá-lo, bastando seguir reavaliando a estratégia de preços”

Precificação online: um desafio constante
Para a especialista, toda estratégia de preços deve ser baseada no que o público-alvo está disposto a pagar baseado em reputação da empresa, demanda e concorrência. Estabelecer o preço de um produto envolve desde custos até a situação do mercado:

“Fundamentalmente, o preço é composto por custos e margens de lucro. Definir o custo das mercadorias corretamente é essencial para uma estratégia online de preços bem-sucedida . É necessário calcular todos os gastos desde a sua fabricação até a venda”.

Keslen separa os custos que precificam o valor online
– Custos de fabricação: incluem mão de obra, matérias-primas, trabalhadores, etc. Nos custos de fabricação, também é necessário considerar o investimento em embalagem – aspecto fundamental do marketing atual – registo da marca e patente.

– Custos fixos: todas as despesas geradas pela comercialização de um produto. Nesta seção da lista, você deve incluir os salários dos colaboradores, desenvolvimento do site, servidor, domínio e demais gastos mensais.

– Custos de marketing: aqui temos todos os investimentos feitos para aumentar a comercialização, como estratégia de marketing por uma empresa especializada, até os gastos com fotos e vídeos dos produtos ou os gastos com publicidade no Google, Instagram ou Facebook.

“Todos esses custos tendem a diminuir em relação ao aumento do volume de vendas. Uma loja online com uma infraestrutura pequena, mas com um grande volume de vendas, tem custos muito baixos. A embalagem, por exemplo, reduz seu preço significativamente quanto maior o volume do pedido. Desta maneira, sua loja online poderá oferecer um preço bastante competitivo”.

Previous post

4 opções de restaurantes para almoçar no Dia das Mães

Next post

Mônica Toy é a nova atração do Catuaí Shopping Maringá

Kakoi Comunicação

Kakoi Comunicação

A Kakoi Comunicação é uma empresa nova que nasce com o objetivo de proporcionar aos clientes os melhores resultados com ações simples, porém focadas em nosso compromisso de abranger qualidade X resultado.

Na Kakoi a necessidade do cliente é uma necessidade nossa. Contamos com equipe especializada em diferentes áreas para garantir a pluralidade dos projetos abrangendo a maior frente possível de comunicação.