Com o objetivo de apresentar uma revisão de conceitos e estratégias e o papel da reabilitação e atividade física para o controle da dor crônica, a Editora dos Editores, em parceria com Faculdade de Medicina da USP e Hospital das Clinicas (HC_FMUSP), lança Tratado sobre Dor, Reabilitação e Atividade Física, o primeiro compêndio a abordar conceitos e técnicas sobre dor no Brasil. Organizado pelo fisioterapeuta Victor C. Liggieri e pelos médicos Lin T Yeng e Manoel (fisiatra) Jacobsen Teixeira (neurocirurgião), a obra inclui análises atualizadas das técnicas e terapias da dor com informações fundamentais para o tratamento das principais afecções de dor crônica, assim como analisa a progressão e manutenção de atividade física segura para os pacientes.

“Essa obra aborda conceitos, técnicas e pesquisas relevantes para o reabilitador. Não há verdades absolutas, tampouco procedimentos ilusórios para a extinção imediata da dor, mas é uma revisão sólida de conceitos, estratégias, raciocínio clínico e de ferramentas que auxiliam na construção de uma ponte da doença para a saúde”, afirma Victor Liggieri, organizador da obra e coordenador de Fisioterapia do Hospital das Clínicas/Faculdade de Medicina da USP (HC/FMUSP).

“As pesquisas clínicas sobre tratamentos não farmacológicos da dor crônica têm evoluído consideravelmente nos últimos anos em todo o mundo. A reabilitação física, com fisioterapia e atividade física, já ocupa lugar de destaque científico, demonstrando que estas são ferramentas que, a médio e longo prazo, geram melhor qualidade de vida e bem estar ao paciente. A fisioterapia possui um arsenal de técnicas e ferramentas que têm o potencial de promover analgesia, melhora da funcionalidade e de outros desfechos importantes para a saúde do indivíduo com dores crônicas”, acrescenta.

Com 750 páginas ilustradas, o Tratado de Dor, Reabilitação e Atividade Física é resultado do trabalho realizado há cerca de 20 anos na área de Dor, Movimento, Postura e Comportamento, pelo Grupo de Medicina Física e Reabilitação do Centro de Dor do HC-FMUSP (criado em 1974), tendo sido escrito por seus profissionais e colaboradores de outras instituições, de diversas áreas que tratam a dor em sua prática clínica diária. Ainda segundo seus autores, a maioria dos cursos de graduação e especialização nas áreas de medicina, fisioterapia, psicologia e educação física não possuem esse tema na grade curricular, “contribuindo para o prolongamento do sofrimento e da demora em obter tratamento adequado das condições dolorosas”.

Mais sobre os autores
Victor C. Liggieri
Fisioterapeuta Coordenador do Centro de Dor do Hospital das Clínicas da
Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP). Especialista
em Dor pelo HCFMUSP. Especialista em Neuropsicologia pela
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Professor convidado do
curso de Especialização em Dor – HCFMUSP.

Lin Tchia Yeng
Médica fisiatra, mestre e doutora pela Faculdade de Medicina da Universidade
de São Paulo (FMUSP), responsável pelo Grupo de Dor do Instituto de
Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina
da Universidade de São Paulo (HCFMUSP). Especialista em Dor pelo
HCFMUSP, coordenadora do Curso Interdisciplinar de Dor da FMUSP.

Manoel Jacobsen Teixeira
Professor Titular da Disciplina de Neurocirurgia do Departamento de
Neurologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP);
Chefe do Centro lnterdisciplinar de Dor do Hospital das Clínicas da Faculdade
de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP).

Serviço
Tratado de Dor, Reabilitação e Atividade Física – Conceitos e Práticas Clínicas
Editora dos Editores, São Paulo, 2022, 750 páginas.
Lançamento: 18 de maio, das 18 às 21 horas, Livraria Martins Fontes Paulista (Avenida Paulista, 509, Bela Vista).

Informações: www.editoradoseditores.com.br

Previous post

Vagas de emprego: posto do SINE no Shopping Estação abre atendimento para o público em geral

Next post

Shopping de Curitiba cria Passaporte da Diversão que dá acesso a seis atrações infantis

SPMJ Comunicação

SPMJ Comunicação

Especializados em mídia a SPMJ Comunicação é uma agência dinâmica, habilitada para diversos serviços de comunicação empresarial. Criada em 1986, a SPMJ nasce na efervescência de um novo contexto global: tecnologias midiáticas inovadoras começavam a surgir, a comunicação digital posicionava-se para derrubar as velhas fronteiras, prestes a tornar o movimento virtual o ritmo do cotidiano.

Durante esses 28 anos de história, nos quais novos modelos informacionais nunca cessaram de aparecer, a SPMJ acumulou experiência para transformar-se em guia privilegiado - e personalizado - no preparo de empresas, entidades e movimentos às especificidades dos novos tempos.

Em parceria com grandes agências espalhadas por todos os continentes, atendemos países e corporações de renome mundial nas áreas de aviação, tecnologia, indústria naval e petrolífera, ciência e saúde, educação, cultura e entretenimento, turismo, comportamento, consumo e finanças. A diversidade de segmentos compreendidos em nosso escopo de atuação não apenas atesta o caráter singular da empresa, como, também, demonstra preparo e estímulo para sempre aceitar novos desafios. Para onde o futuro apontar, a SPMJ Comunicação seguirá o mesmo caminho.