17 ago 2018

Mulheres na Copa do Mundo Fifa 2018

É evidente que as mulheres ainda têm pouca participação no esporte no Brasil e no mundo, mesmo que os números tenham aumentado nas últimas décadas. Em algumas modalidades isso fica mais evidente, como é o caso do futebol. É difícil ver mulheres participando ativamente na beira dos gramados ou na gestão esportiva de grandes ou pequenos clubes de futebol, fato este explicado pela consolidação de uma cultura machista e conservadora que se alastrou em alguns “campos” sociais. Para deixar isso mais claro, vamos analisar os fatos que aconteceram na Copa do Mundo FIFA (2018): você viu ou ouviu dizer que alguma mulher estava à frente como treinadora, gestora ou supervisora

0
09 jan 2018

5 dicas para começar 2018 com menos ansiedade e estresse

A facilitadora em Desenvolvimento Humano e palestrante motivacional Kareemi fará um grande encontro gratuito na Praça da Paz, no Parque Ibirapuera, em São Paulo (SP), no próximo dia 20. O evento Me-Ditar acontece a partir das 16h, com equipe voluntária, e tem o objetivo de proporcionar aos participantes mais leveza e sabedoria neste início de 2018. Para favorecer a ambientação, haverá meditação guiada ao som das flautas mágicas da musicista Valentina Pecora, ao vivo. Segundo estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é o país com a maior taxa de pessoas com transtornos de ansiedade no mundo e o quinto em casos de depressão. Um em cada dez

0
22 dez 2017

Tecnologia com toque feminino! As mulheres estão dominando altos cargos no setor de TI

Não é de hoje que as mulheres estão tomando conta do mercado – ainda mais em um universo considerado tão masculino como o mundo da tecnologia. Não é raro encontrar nas empresas que lidam com tecnologia mulheres como  gerentes e diretoras – e isso não significa que os homens estejam perdendo o seu espaço, mas sim que a força de trabalho feminina está conseguindo mostrar que cargos antes caracterizados como masculinos também podem ser ocupados por elas. Para Melissa Góis, diretora comercial da Ewave, grupo israelense que é um dos principais fornecedores de serviços de soluções de tecnologia do país,  as mulheres acabam sendo mais caprichosas nos detalhes, trazendo assertividade

0
30 out 2017

Mulher Brilhante: evento de empreendedorismo feminino ensina como transformar ideias em negócios

Ter um negócio próprio e conquistar sucesso profissional e independência financeira. Este é o sonho de muita gente no Brasil. Mas o que algumas dessas pessoas não sabem é como transformar uma boa ideia em um negócio sólido e perene ou como dar amplitude a um projeto já existente. Pelo menos no universo feminino, esses têm sido temas recorrentes. A consultora em Gestão de Projetos e Negócios Kênia Gama, 33, de Brasília (DF), começou a empreender aos 18 anos. Apesar das dificuldades que permeiam a pouca idade, não tardou para que conquistasse uma posição de destaque no mercado. Em 2002, já comandava sua própria empresa, a SET Realizações, especializada na gestão de eventos. Segundo ela, há pelo menos seis passos essenciais que devem ser seguidos por mulheres que

0
22 set 2017

Kareemi, facilitadora em Desenvolvimento Humano: quando a adversidade vira autoestima

“As mulheres, hoje, vivem a maior parte dos seus conflitos devido à falta de ‘3 As’ em suas vidas: autoestima, amor-próprio e autoconfiança. E é nisso que colaboro, de modo que possa fazê-las compreender essa questão e transformar suas vidas.” A autora da frase é a palestrante motivacional Kareemi, 36, casada, mãe, empreendedora digital e referência nas mídias sociais para os temas aceitação, gratidão e autoestima. O que poderia ser uma enorme tragédia na vida de uma mulher jovem tornou-se a principal ferramenta de trabalho de Kareemi: a perda do braço direito, após um acidente de trânsito ocorrido no Réveillon de 2012. A ausência do membro a fez redescobrir e mudar completamente sua relação com o próprio corpo, a partir de uma percepção contrária à dos padrões de beleza impostos

0